CUIABÁ

OPERAÇÃO JUMBO

Dono de posto é alvo da PF por movimentar R$ 350 milhões com tráfico de drogas

Publicado em

CIDADES

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (16/05/2022), nos municípios de Cuiabá-MT, Várzea Grande/MT, Mirassol D`Oeste/MT, Poconé/MT e Pontes e Lacerda/MT, a Operação Jumbo, onde foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá-MT, 8 (oito) mandados de prisão preventiva, 29 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de diversos bens.

A investigação da Polícia Federal evidenciou uma grande organização criminosa voltada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, que movimentou a quantia aproximada de R$ 350.000.000,00 (trezentos e cinquenta milhões de reais), num período de 4 (quatro) anos.

Foi apurado, também, que a organização criminosa adquiria a cocaína no município de Porto Esperidião/MT, acondicionava em Mirassol D`Oeste/MT, para, depois, distribuí-la em Cuiabá-MT.

No decorrer da investigação, com o apoio da do setor de inteligência da Polícia Militar e do Gefron, foi possível interceptar 2 (dois) carregamentos de drogas, totalizando 210kg de cocaína.

Além disso, a investigação apontou que a organização criminosa utilizava postos de combustíveis em Cuiabá-MT para a lavagem de dinheiro decorrente do tráfico de drogas.

As investigações e diligências contra o tráfico de drogas continuam, com especial atenção à prisão das lideranças e descapitalização de organizações criminosas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Seduc confirma retorno das aulas a partir de segunda; sistema será somente presencial
Propaganda

CIDADES

Prefeitura nega ação para retirada de ambulantes do centro e manda apurar o caso

Publicados

em

Após diversos vídeos viralizarem nas redes sociais mostrando vendedores ambulantes tendo suas mercadorias apreendidas nesta quarta-feira (28) na rua 13 de junho, no centro de Cuiabá, por meio de nota, o  secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales disse que não determinou nenhum operação naquela região e que irá apurar o caso.

“Diante da situação, o secretário determinou uma apuração interna imediata para adotar as medidas administrativas cabíveis aos responsáveis”, diz trecho da nota.

Nas imagens é possível ver um veículo da prefeitura, juntamente com funcionários e policiais militares apreendendo as mercadorias e muitas pessoas que passam pelo local filmando.

Composto majoritariamente por haitianos e venezuelanos, os ambulantes costumam vender produtos diversos no centro da capital, desde meias, óculos de sol, bermudas, bijuterias, acessórios eletrônicos e etc.

Em março deste ano, a mesma Secretaria, também em conjunto com a polícia, realizou uma operação para retirada de vendedores da região central de Cuiabá.

Os vídeos podem ser conferidos aqui

Veja nota

Leia Também:  Russi confirma que ainda não viu benefícios das manifestações e criticou bloqueios das rodovias

Nota à Imprensa
O secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales, esclarece que não determinou a realização de nenhuma operação de desobstrução das calçadas na região Central da Capital, nesta quarta-feira (29), que resultou em apreensões de mercadorias de vendedores ambulantes.

Diante da situação, o secretário determinou uma apuração interna imediata para adotar as medidas administrativas cabíveis aos responsáveis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA