CUIABÁ

PARCERIA

Projeto ensina mulheres a trocarem torneira e a consertar chuveiro

Publicado em

CIDADES

Uma parceria entre a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a concessionária Águas Cuiabá, está beneficiando mulheres a partir de 16 anos, atendidas pela Educação de Jovens e Adultos (EJA), profissionais das unidades de educação e mulheres das comunidades. O Projeto Noções Básicas de Encanamento para Mulheres treina mulheres para combater o desperdício de água nas residências e realizar consertos.

Durante a capacitação, as participantes aprendem a trocar torneiras, consertar chuveiro, regular a caixa da descarga, trocar a boia da caixa d’água, além de conhecer e utilizar corretamente as ferramentas e os materiais usados nos consertos entre outras tarefas do dia a dia.

A ideia, explicou o coordenador de Organização Curricular da Secretaria Municipal de Educação, Marco Antônio Alves Braga é incentivar a autonomia feminina e o compartilhamento de conhecimentos sobre as instalações hidráulicas domésticas. “As participantes aprenderam a diagnosticar problemas e agir, de forma prática e simples, auxiliando a rotina diária de uma casa, na economia da família e, até o ingresso numa futura atividade profissional”, disse o coordenador de Organização Curricular, Marco Antônio.

Leia Também:  Van do Sine da Gente leva serviço de balcão de emprego ao Parque Cuiabá

O curso é dividido entre teoria e prática, com três horas de duração. O projeto teve início em setembro de 2021 e já contemplou 138 mulheres entre elas, as estudantes atendidas pela Educação de Jovens e Adultos e profissionais da educação das Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) Maximiano Arcanjo da Cruz, localizada no bairro Santa Laura e EMEBC Nova Esperança, na Rodovia Cuiabá-Santo Antônio do Leverger.

“Uma torneira gotejando pode desperdiçar, em média, 30 litros de água tratada por dia. Cada uma dessas mulheres que aprendem no curso como realizar esses pequenos reparos contribuem, diretamente, com o meio ambiente ao evitar esse desperdício e com a economia doméstica, pois reduz o consumo medido. Além de ser uma nova fonte de renda, pois estarão aptas a consertar os vazamentos da própria residência e também de outras casas na comunidade. Então, é muito mais que um curso, é uma ação direta de responsabilidade social”, ressaltou a diretora operacional da Águas Cuiabá, Julie Campbell.

Curso

Durante o treinamento, os técnicos abordam temas como o saneamento em Cuiabá, o percurso da água do rio até as residências, passando pela captação, adução, tratamento, reservação e distribuição, cavalete e hidrômetro; como otimizar o uso da água na estiagem, ponto da residência de maior consumo de água, orientações sobre material hidráulico utilizado em instalação e reparo de rede domiciliar de água, e ferramentas utilizadas no reparo de torneira e tudo de PVC. Como executar reparo em torneira, tubo de PVC, boia da caixa d’água e válvula hidra, detecção de vazamento na residência em simulações nas aulas práticas.

Leia Também:  Prefeitura instala novos radares próximo a cruzamento da Comandante Costa e Dom Bosco

As próximas unidades a receberam o Projeto serão a EMEB Jesus Criança, localizada no bairro Nova Esperança, no próximo dia 5 de julho e a EMEB Profª Guilhermina de Figueiredo, no bairro Carumbé, no dia 5 de agosto.

O treinamento acontece no período noturno e as inscrições para as 25 vagas disponibilizadas por turma, acontecem nas unidades educacionais.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Prefeitura nega ação para retirada de ambulantes do centro e manda apurar o caso

Publicados

em

Após diversos vídeos viralizarem nas redes sociais mostrando vendedores ambulantes tendo suas mercadorias apreendidas nesta quarta-feira (28) na rua 13 de junho, no centro de Cuiabá, por meio de nota, o  secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales disse que não determinou nenhum operação naquela região e que irá apurar o caso.

“Diante da situação, o secretário determinou uma apuração interna imediata para adotar as medidas administrativas cabíveis aos responsáveis”, diz trecho da nota.

Nas imagens é possível ver um veículo da prefeitura, juntamente com funcionários e policiais militares apreendendo as mercadorias e muitas pessoas que passam pelo local filmando.

Composto majoritariamente por haitianos e venezuelanos, os ambulantes costumam vender produtos diversos no centro da capital, desde meias, óculos de sol, bermudas, bijuterias, acessórios eletrônicos e etc.

Em março deste ano, a mesma Secretaria, também em conjunto com a polícia, realizou uma operação para retirada de vendedores da região central de Cuiabá.

Os vídeos podem ser conferidos aqui

Veja nota

Leia Também:  Rádios clandestinas que enviavam mensagens a presos viram alvos de operação

Nota à Imprensa
O secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales, esclarece que não determinou a realização de nenhuma operação de desobstrução das calçadas na região Central da Capital, nesta quarta-feira (29), que resultou em apreensões de mercadorias de vendedores ambulantes.

Diante da situação, o secretário determinou uma apuração interna imediata para adotar as medidas administrativas cabíveis aos responsáveis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA