CUIABÁ

ÔMICRON SENDO MONITORADA

Secretário orienta não realização de Carnaval e ressalta “todo sacrifício ajuda”

Publicado em

CIDADES

O secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, voltou a recomendar em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (01), que as cidades não façam festividades com aglomerações. Figueiredo acende o alerta para a nova variante da Covid-19, a Ômicron, que já apresenta registros no Brasil.

Mesmo que pareça uma variante não tão nociva, o gestor enfatiza que ela ainda está sendo estudada. “Todos os agentes de epidemiologia estão estudando, testando e isolando para que o Estado adote uma medida contra a nova variante ”.

O secretário frisou a importância da vacinação para conter o avanço da pandemia no Estado. Segundo ele, apenas 60% da população está imunizada. Gilberto destacou a importância da manutenção da medidas de biossegurança como uso de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomeração. “Eu sei que a máscara é desconfortável, mas todo sacrifício ajuda”.

Figueiredo pondera que qualquer grande aglomeração, em que as pessoas não se protejam é arriscada. Por isso, como secretário orienta que as festividades de final de ano e Carnaval sejam evitadas. “A decisão vai ser de cada município. De acordo com os indicadores epidemiológicos eles decidem. Mas cada gestor tem sua responsabilidade, minha recomendação é que evitem este tipo de evento. A pandemia se disseminou muito mais quando teve o Carnaval, a recomendação é para que evitem”, complementou Gilberto Figueiredo.

Leia Também:  Emanuel diz que vai se reunir com 12 prefeitos da Baixada Cuiabana para pedir suspensão do Carnaval

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

SES confirma dois casos de Varíola do Macaco em Cuiabá

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) recebeu, nesta sexta-feira (05.08), o resultado positivo para dois casos de monkeypox vírus, popularmente conhecido como varíola dos macacos. Os dois casos envolvem homens residentes em Cuiabá, de 39 e 40 anos, que estiveram fora da cidade e apresentam sintomas leves da doença.

Ainda há a investigação de outros seis casos suspeitos em Mato Grosso, sendo dois em Várzea Grande, três em Rondonópolis e um em Sorriso.

As amostras para a confirmação dos casos são encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT) e direcionadas para o laboratório da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), unidade de referência nacional para a análise do material.

Sintomas e prevenção

Os principais sintomas da varíola dos macacos são linfonodos inchados, lesões na pele, febre, dor de cabeça, dores musculares e dores nas costas. Caso haja a manifestação destes sintomas, procure uma Unidade Básica ou de Pronto Atendimento.

Para a prevenção da doença, coloque em prática as medidas de biossegurança, como o uso de máscaras, distanciamento físico e higienização das mãos, e evite tocar em lesões ou compartilhar objetos com pessoas infectadas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Motorista de guincho agride cinegrafista; prefeitura repudia atitude de terceirizado
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA