CUIABÁ

INCÊNDIOS

Estado inicia tratativas para implementar sistema de gestão completo

Publicado em

COTIDIANO

Com o objetivo de conhecer novidades sobre práticas e tecnologia de combate aos incêndios, uma comitiva de Mato Grosso participou da Feira Internacional de Combate a Incêndio, Proteção Civil, Resgate e Segurança, a Interschutz. O evento aconteceu entre os dias 20 e 25 de junho, em Hannover, na Alemanha.

“As agendas técnicas que participamos já possibilitaram que iniciássemos as tratativas para que Mato Grosso seja o pioneiro em um sistema completo de gestão do combate aos incêndios florestais”, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti. O modelo de gestão que seria implementado como um projeto piloto, possibilita monitorar desde os insumos utilizados, até o dimensionamento das áreas que tiveram o combate aos incêndios, focos de calor, e as cicatrizes de queimadas.

Entre os equipamentos apresentados, alguns podem facilitar o combate aos focos de calor e facilitar esta tarefa aos bombeiros militares, como por exemplo, um caminhão de combate aos incêndios, totalmente elétrico, que é preparado para terrenos de difícil acesso.

“Por ser uma tecnologia alemã, e por termos o financiamento do Programa REM, que tem o apoio do governo Alemão, mostrando o compromisso do Governo de Mato Grosso e como essas inovações podem nos auxiliar, vamos pleitear receber agumas dessas ferramentas. Queremos continuar sendo um estado que se destaca pelo uso da tecnologia em favor do meio ambiente”, explica a gestora.

Leia Também:  Governo publica MP para regulamentar trabalho remoto

Também foi apresentado um sistema de monitoramento de satélite que mostra quase em tempo real os focos de calor. Esse sistema é chamado de plataforma de predição de incêndios florestais, e poder conhecer a ferramenta de perto demonstrou a importância para um combate mais efetivo do fogo, destaca a comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-Coronel BM Jusciery Rodrigues Marques.

“Conhecemos nesta visita as tecnologias, equipamentos e materiais de vários países, e pudemos selecionar quais seriam mais adequadas para serem implementadas aqui em Mato Grosso”, explica.

Também participaram da agenda no exterior o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel BM Alessandro Borges, e o diretor Operacional do CBMMT, coronel BM Aluísio Metelo Junior.

Interschutz

O evento reúne autoridades e especialistas como a maior feira do mundo sobre serviços de incêndio, salvamento, defesa civil e segurança. Foram apresentados durante cinco dias inovações sobre a proteção civil, combate a incêndios, soluções de comunicações e centro de controle, serviços de resgate, equipamentos de proteção e prevenção de incêndios.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

COTIDIANO

VG registra dois casos suspeitos de varíola dos macacos

Publicados

em

Desde o último dia 26 de julho, a Secretária do Estado de Saúde (SES-MT) já foi notificada sobre 6 casos suspeitos de varíola dos macacos, transmitida pelo vírus monkeypox. Nesta quinta-feira, 4 de agosto, o município de Várzea Grande notificou a pasta sobre dois casos suspeitos.

A prefeitura do município informou que apenas irá se manifestar sobre os casos após a confirmação. Não há informações sobre os pacientes.

Outros casos

Os primeiros casos suspeitos da varíola dos macacos em Mato Grosso foram registrados em Cuiabá.  Os pacientes são homens, de 34 e 29 anos, e realizaram viagens a cidades da região Sudeste do Brasil em prazo de 21 dias anteriores ao início dos sintomas.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, os pacientes apresentam lesões características da doença, mas sem nenhuma complexidade.

O terceiro registro aconteceu em Rondonópolis. O suspeito é um homem de 45 anos, que voltou de uma viagem há poucos dias do Rio de Janeiro. Ele apresenta lesões características da doença, mas sem nenhuma complexidade. Conforme a prefeitura, ele vai seguir em isolamento até o desaparecimento completo das lesões na pele.

Leia Também:  Consultoria do Senado diz que PL das armas pode beneficiar mais de 166 mil

O quarto caso foi registrado na última quarta-feira, 3 de agosto, em Sorriso, em nota a Prefeitura informou que o paciente, sem revelar a idade e sexo, chegou de viagem de uma região com registro de casos confirmados.

Doença

A varíola dos macacos é uma doença causada pela infecção com o vírus Monkeypox, que causa sintomas semelhantes aos da varíola. Ela começa com febre, dor de cabeça, dores musculares, exaustão e inchaço dos linfonodos.

Uma erupção geralmente se desenvolve de 1 a 3 dias após o início da febre, aparecendo pela primeira vez no rosto e se espalhando para outras partes do corpo, incluindo mãos e pés.

Em alguns casos, pode ser fatal, embora seja tipicamente mais suave do que a varíola.

A doença é transmitida para pessoas por vários animais selvagens, como roedores e primatas, mas também pode ser transmitida entre pessoas após contato direto ou indireto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA