CUIABÁ

EM SÃO PAULO

Virginia recebe alta após cirurgia para tratamento de câncer

Publicado em

POLÍTICA

A assessoria de imprensa da primeira-dama Virginia Mendes confirmou ao TV Única que ela recebeu alta do hospital Vila Nova Star, em São Paulo na manhã desta quinta-feira (23), onde estava internada desde a semana passada após passar por uma cirurgia para retirada do tumor no pâncreas.

Por enquanto ela segue em São Paulo sendo acompanhando pelo médico-cirugião Antônio Luiz Macedo, que ficou nacionalmente conhecido por ter operado o presidente Jair Bolsonaro em 2018, após o episódio da facada. 

Há previsão de que em mais ou menos uma semana ela seja liberada para voltar para casa em Cuiabá. Sua filha Ana Mendes acompanha a primeira-dama no tratamento.

No último domingo, ela deixou a unidade semi-intensiva e foi para o quarto. No último dia 13 de junho ela realizou uma cirugia para retirada de um tumor no pâncreas.

Na última quarta-feira (15), a assessoria de imprensa informou que Virgínia havia tirado a sonda e estava se alimentando sozinha. De acordo com a publicação, o pós-operatório da primeira-dama está superando as expectativas.

Leia Também:  Serys diz que polarização está colocada e não vai mudar

Virginia postou um desabafo em seu perfil no Instagram onde revelou que foi diagnosticada com câncer de pâncreas e por isso irá passar por uma cirurgia para o tratamento.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

AL aprova projeto de Russi que agiliza repasses para Apaes e Pestalozzis

Publicados

em

Segue para sanção governamental a proposta que pode acelerar os repasses financeiros às instituições de educação especial de Mato Grosso. O Projeto de Lei nº 1143/2021, de autoria do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), foi aprovado em segunda votação pelos deputados estaduais na sessão desta quarta-feira (29).

Na prática, a nova media estabelece prazo para análise da prestação de contas, o que vai dar agilidade aos repasses para Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e Pestalozzis.

De acordo com Max Russi, o Executivo Estadual deverá, até a abertura do Orçamento Anual, analisar as documentações recebidas pelas associações do ano anterior e assinar os devidos convênios.

“São instituições que oferecem educação especial e estrutura para tratamento de pessoas com deficiência, uma missão mais do que especial. Diferente da educação básica, na educação especial há apenas repasse anual por aluno, haja vista que os pagamentos para as despesas com pessoal, material, entre outros, são feitos quase oito meses depois do início do ano, ou seja, as liquidações dos gastos são efetuadas depois de um longo processo de análise de prestação de contas e morosidade de assinatura dos convênios. Isso precisa mudar, para assim darmos agilidade”, justificou o primeiro-secretário.

Leia Também:  Mendes promete acionar a Justiça caso Emanuel barre BRT em Cuiabá

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), 52 Apaes e nove Pestalozzis são conveniadas atualmente com ao governo estadual. Conforme o PL de Max Russi, entidades terão o prazo até 31 de dezembro do ano corrente para entregar a prestação de contas e demais documentos atualizados, que comprovem a boa e regular situação da instituição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA